Embraer fecha acordos para suspensão temporária de contratos e redução salarial

Empresa afirma que maior parte dos 16 mil funcionários aceitaram termos propostos. Funcionários representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José ainda não têm definição.

A Embraer informou nesta sexta-feira (10) que a maior parte dos trabalhadores no país aceitaram as propostas de layoff (suspensão temporária dos contratos) e redução de salário. As medidas, adotadas diante da crise econômica provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), valem a partir de segunda (13).

Segundo a fabricante de aviões, que tem cerca de 16 mil funcionários, os termos propostos foram aceitos pelo Sindicato dos Engenheiros de SP, Sindiaeroespacial e Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu – que juntos representam trabalhadores de São Paulo, Campinas, Sorocaba, Gavião Peixoto, Taubaté e São José.

No entanto, ainda não há uma definição para os funcionários da base do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos – a entidade representa cerca de 35% dos empregados da Embraer no país.

De acordo com a fabricante de aeronaves brasileira, a empresa e o sindicato negociam a proposta para que a categoria possa votar a proposta.

A Embraer prevê redução de jornada e salário por três meses para quem trabalhar remotamente. Esses profissionais terão direito ao auxílio do governo federal de até R$ 453 e garantia do emprego por período proporcional ao acordo.

Quem entrar na suspensão temporária do contrato de trabalho (layoff) por dois meses terá a garantia de estabilidade por período correspondente a essa condição. A redução no salário será de 25%. Já quem seguir com trabalho na fábrica não terá alteração na jornada ou salário.

Diante da pandemia de coronavírus, a Embraer adotou medidas para afastamento da maioria dos trabalhadores desde o fim de março. A empresa manteve operações essenciais, mas havia adotado férias coletivas para maior parte dos empregados ou trabalho remoto.

Negociação em São José

Embraer e Sindicato dos Metalúrgicos de São José negociam a proposta, mas ainda não chegaram a um acordo.

“Tem itens que a gente não concorda com a proposta da empresa. A maior parte dos trabalhadores é representada por nós, então vamos para mais uma reunião na próxima semana”, disse o líder sindical da Embraer, Herbert Claros.

Enquanto uma proposta da Embraer não é levada para votação, a orientação dada pela empresa a funcionários representados pela entidade é que os que podem trabalhar em home office devem seguir nessa condição a partir de segunda e quem tem atividade que não permite o trabalho remoto continuará em férias coletivas até novas orientações.

Para os demais funcionários que aceitaram o acordo, as medidas são válidas a partir de segunda-feira e terão duração entre 60 e 90 dias, e garantia de emprego pelo período correspondente ao tempo em que estiverem em redução de jornada e salário ou suspensão do contrato.

Para os trabalhadores em exercício de atividades essenciais e trabalho presencial, não haverá alterações na jornada ou salários.

Fonte: G1

Principais da Semana

Emirates é uma das primeiras companhias aéreas do mundo a testar o IATA Travel Pass, plataforma digital com informações atualizadas sobre teste e vacina...

No IATA Travel Pass, os passageiros da Emirates podem criar um "passaporte digital" e verificar se o seu destino exige teste ou vacina pré-viagem  A...

Profissionais de transporte entram em grupo prioritário em campanha de vacinação contra a Covid-19

Considerados essenciais para o país, trabalhadores dos setores rodoviário, ferroviário, portuário, aquaviário e aéreo serão priorizados pelo Ministério da Saúde Considerados prestadores de serviços essenciais...

Copa Airlines anuncia reinício de seus voos na Venezuela

A Copa Airlines informa que, a partir de sábado, 23 de janeiro de 2021, retomará as operações aéreas entre o Panamá e a Venezuela,...

Regulamento da aviação agrícola será modernizado até 2022

Medida foi anunciada pela Anac dentro da Agenda Regulatória da agência para 2021/2022 O Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) deve iniciar, nos...

Azul transporta, em 14 horas, mais de dois milhões de doses de vacina para 12 capitais do Brasil

Companhia aérea foi responsável por levar 927 caixas com doses do imunizante Coronavac/Butantan para todas as regiões do país Em uma operação logística tão complexa quanto esperada,...