Demanda por voos domésticos cai 90,97% em maio

Os desempenhos mais fracos foram registrados em abril, auge do impacto da pandemia do novo coronavírus no setor

A demanda por voos domésticos registrou queda de 90,97% em maio, em relação ao mesmo período do ano passado. A oferta de assentos nos aviões, por sua vez, teve queda de 89,58% na mesma comparação. Esses dois indicadores representam o segundo pior resultado mensal desde 2000, quando teve início a série histórica da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Os desempenhos mais fracos foram registrados em abril, auge do impacto da pandemia do novo coronavírus no setor. Os dados foram compilados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR). Incluem as operações de suas associadas (GOL, LATAM, VOEPASS/MAP) e trazem números agregados das demais empresas nacionais.

A taxa de ocupação as aeronaves recuou 10,92 pontos percentuais, para 70,80%. Ao todo, foram transportados 538,9 mil passageiros, retração de 92,44%. De janeiro a maio, o transporte aéreo de passageiros acumula redução de 38,79% diante de igual período de 2019, com diminuição de oferta 37,11% na mesma comparação. O aproveitamento dos aviões ficou em 80,09%, recuo de 2,19 pontos percentuais. No total, as companhias aéreas embarcaram 22,8 milhões de pessoas nos cinco primeiros meses do ano, queda de 40,76%.

Mercado internacional

A demanda por voos internacionais, operados pelas companhias aéreas brasileiras, recuou 96,85% em maio, diante de igual mês do ano passado. A oferta teve queda de 95,68% na comparação anual, com a taxa de ocupação dos aviões de 62,58%, uma redução de 23,37 pontos percentuais. Foram transportados 16,9 mil passageiros, retração de 97,5%.

No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, o transporte aéreo de passageiros ao exterior registra queda de 47,97% em relação ao mesmo período de 2019. A oferta acumula diminuição de 45,01% na mesma comparação, com o aproveitamento dos aviões de 78,62%, recuo de 4,48 pontos percentuais. No total, foram transportadas 2,06 milhões de pessoas, retração de 47,90%.

Cargas e Correios

O transporte de cargas e correios nos mercados doméstico e internacional teve queda de 52,41% em maio, diante de igual mês do ano passado. De janeiro a maio, essa atividade acumula 29,98% de redução.

Fonte: ABEAR

Principais da Semana

Tendências que neste ano vão impulsionar a recuperação do transporte aéreo

Para este ano, as companhias aéreas e os aeroportos estão lançando novas e inovadoras iniciativas aéreas para manter seus clientes e tripulantes seguros em...

Covid-19 em Manaus: ANAC flexibiliza jornada de trabalho para tripulantes

O transporte de oxigênio por aeronaves também está sendo viabilizado pela Agência Diante da situação dramática vivida pelos pacientes da Covid-19 em Manaus, a Agência...

ANAC autoriza Líder Aviação a realizar transporte de oxigênio

A Líder Aviação recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC para o transporte de oxigênio. Essa permissão faz parte das ações do órgão...

Azul transporta, em 14 horas, mais de dois milhões de doses de vacina para 12 capitais do Brasil

Companhia aérea foi responsável por levar 927 caixas com doses do imunizante Coronavac/Butantan para todas as regiões do país Em uma operação logística tão complexa quanto esperada,...

ANAC divulga lista de empresas aéreas e de táxi-aéreo autorizadas a transportar oxigênio

Ação traz agilidade e amplia a contratação de aeronaves para o transporte de insumos médicos com segurança Para ampliar o transporte de insumos médicos no...