Aeroporto Internacional do Recife ganha voos da Lufthansa Cargo

Companhia aérea alemã terá duas frequências semanais e voo atenderá exportadores de toda a região Nordeste

O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, administrado pela Aena Brasil, recebeu na noite desta terça-feira (21) o voo inaugural da Lufthansa Cargo, que passa a manter operações fixas no terminal aéreo, localizado na Zona Sul da capital pernambucana. Serão duas frequências semanais com destino à cidade de Frankfurt, na Alemanha, com capacidade de 90 toneladas de carga.

As operações acontecerão todas as terças-feiras e sábados – no início da semana aterrissando às 14h e partindo às 16h e, no fim de semana, chegando às 15h50 e decolando às 17h25. Os voos virão do Aeroporto de Viracopos (em Campinas, São Paulo) e, do Recife, seguirá com destino final a Frankfurt. Pontualmente nesta terça-feira, o voo inaugural foi realizado por volta das 23h40 por um ajuste operacional da companhia aérea.

As viagens serão feitas principalmente por aeronaves modelo MD11F com capacidade máxima de carga de cerca de 90 toneladas, podendo ser substituído por aviões B777F, que transporta até 100 toneladas por voo.

Atualmente as operações de carga correspondem a 11% das movimentações do Aeroporto Internacional do Recife, com cerca de quatro voos cargueiros fixos por semana. Além da nova operação da Lufthansa, o outro voo internacional de carga operado no terminal é o da Latam originário do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo (SP), e que, do Recife, segue para Amsterdam, na Holanda.

A expectativa é de que o novo voo da Lufthansa seja abastecido no Recife principalmente pela produção de frutas de todo o Nordeste, além de outros alimentos perecíveis. A nova rota é, também, uma oportunidade para importadores da região, já que se poderá contar com a regularidade dos voos para o abastecimento interno dos mais diversos produtos vindos da Europa.

Apesar das dificuldades enfrentadas por todo o setor aéreo em decorrência dos impactos da pandemia do novo coronavírus, o segmento de cargas do Aeroporto Internacional do Recife vem se destacando justamente no apoio logístico das ações de combate à pandemia. Por ser considerado um hub de carga, o terminal aéreo atende a toda a região Nordeste, oferecendo desde o suprimento de equipamentos até o transporte de material biológico, a exemplo de amostras de sangue para testagem.

Fonte: Aena Brasil

Principais da Semana

Flapper, principal empresa de aviação executiva do país, levanta US﹩ 2 milhões para impulsionar expansão na América Latina

O roadmap inclui o lançamento de 4 novos escritórios e o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas para o setor de mobilidade aérea A Flapper , principal empresa...

Embraer apresenta protótipo de carro voador elétrico

Veículo de decolagem e pouso vertical da Embraer será destinado a passageiros. O protótipo de carro voador elétrico (eVTOL) é em tamanho reduzido A Embraer...

Grupo CCR arremata os Blocos Sul e Central na 6ª rodada de leilões de aeroportos da ANAC

Os dois Blocos reúnem 15 aeroportos que movimentaram 19,7 milhões de passageiros em 2019 O Grupo CCR venceu o leilão de licitação dos Blocos Sul...

Cingapura aceita resultados de teste no IATA Travel Pass

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA - International Air Transport Association) anunciou que Cingapura agora aceita resultados de testes de PCR de COVID-19...

Leilão de 22 aeroportos da 6ª rodada gera R$ 3,3 bilhões em contribuição inicial

Propostas vencedoras dos três blocos correspondem a um ágio médio de 3.822,61% Os 22 aeroportos leiloados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) nesta quarta-feira...