Boeing desenvolve ferramenta de desinfecção de cabine com tecnologia ultravioleta

A proposta faz parte dos esforços da Boeing para garantir que as viagens permaneçam seguras

Para dar mais segurança aos passageiros, tripulações e pessoal aeronáutico, a Boeing está desenvolvendo uma nova ferramenta para desinfetar superfícies de cabines de aeronaves por meio da aplicação de raios ultravioleta. Com testes bem-sucedidos, a fabricante americana garante que sua aplicação aumenta as camadas de proteção e permite desinfetar rapidamente assentos, biombos, banheiros e convés de vôo.

A proposta faz parte dos esforços da Boeing para garantir que as viagens permaneçam seguras. Por meio de diferentes iniciativas, busca oferecer soluções e recomendações aos clientes para garantir múltiplos níveis de segurança nas viagens aéreas. Em conferência mundial, o fabricante indica que a tecnologia ultravioleta pode ser uma medida adicional eficaz para proteger passageiros e tripulações do COVID-19, independentemente de ser comprovado que aviões não são veículos contagiosos.

O equipamento desenvolvido pela Boeing faz a varredura com luz ultravioleta a centímetros da superfície de aviões. Devido à chegada direta da luz, seus projetistas consideram que ela proporciona uma proteção maior de todas as áreas e superfícies, para as quais, estão sendo realizados testes para validar plenamente sua eficácia e segurança para os operadores, pessoas e materiais da aeronave.

Enquanto a pandemia COVID-19 estimula o desenvolvimento e a aceleração de projetos para desinfetar e garantir a segurança a bordo das aeronaves, a tecnologia ultravioleta já está sendo usada para neutralizar os patógenos. A Boeing está atualmente conduzindo testes diretamente contra o vírus COVID-19. Eles asseguram que a haste de desinfecção ultravioleta é a continuação das investigações com esta tecnologia que são aplicadas nos banheiros.

A Etihad é uma das primeiras companhias aéreas a testar a nova tecnologia. Com diversos testes realizados desde abril, a haste de UV está sendo aplicada no Boeing 787-10 ecoDemonstrator, da companhia aérea de Abu Dhabi. Também são realizados testes nos B777-300ERs e alguns Airbus A320s, cujas características permitem que um feedback valioso seja registrado para os testes que estão sendo realizados para avaliar uma implantação efetiva em um ambiente operacional.

“A colaboração no ecoDemonstrator é um elemento da parceria contínua da Boeing e da Etihad para testar várias tecnologias para tornar a aviação mais segura e sustentável agora e no futuro”, observaram eles de Seattle.

A haste de desinfecção UV é considerada como uma camada intermediária adicional na abordagem gradual à segurança da saúde que o setor de aviação tem implementado desde maio, de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e validadas pela Organização da Aviação Civil International (ICAO). Entre as características estão seu tamanho que permite a rápida mobilidade do pessoal da companhia aérea, seu uso em superfícies pequenas e compactas, uma redução na dependência de líquidos desinfetantes em pontos delicados como equipamentos de bordo e um rápido processo de desinfecção inferior. 15 minutos no cockpit.  

A Boeing aguarda o resultado final dos testes para colocar este equipamento no mercado. Embora ainda não tenha data, ele não descarta a parceria com outros fornecedores para acelerar sua fabricação e colocação no mercado mundial para que mais operadoras possam fazer uso dessa tecnologia para ajudar a recuperar a confiança dos viajantes e garantir viagens mais seguras.

Fonte: Aerolatin News

Principais da Semana

GOL inicia transporte das vacinas contra a covid-19

A GOL Linhas Aéreas e a GOLLOG, seu braço de logística, em linha com seu compromisso com a Saúde e a Segurança de todos, inicia nesta...

ANAC autoriza Líder Aviação a realizar transporte de oxigênio

A Líder Aviação recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC para o transporte de oxigênio. Essa permissão faz parte das ações do órgão...

Copa Airlines anuncia reinício de seus voos na Venezuela

A Copa Airlines informa que, a partir de sábado, 23 de janeiro de 2021, retomará as operações aéreas entre o Panamá e a Venezuela,...

USP fará diagnóstico sobre influência de fator humano na segurança aeroportuária

Pesquisa analisará atividades de alto impacto em Congonhas, Campo de Marte e Guarulhos A Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP) realizará,...

Com pandemia indicadores do setor aéreo reduzem 50% em 2020

Último semestre do ano marca retomada do setor O transporte aéreo apresentou retração de 29,5% na demanda de passageiros pagos transportados (RPK) e de 27,6%...