Guarulhos recebe 20 milhões de passageiros em 2020; menor número em 13 anos

Guarulhos, que em 2018 e 2019 bateu recorde no número de passageiros, caminhava para quebrar novamente a marca em 2020

O Aeroporto de Guarulhos registrou 20,3 milhões de passageiros em 2020, entre pousos e decolagens. O número representa uma queda de 52,7% no tráfego na comparação com os 43 milhões de passageiros registrados em 2019. Este é o pior resultado desde 2007, quando passaram pelo aeroporto 18,7 milhões de passageiros.

Guarulhos, que em 2018 e 2019 bateu recorde no número de passageiros, caminhava para quebrar novamente a marca em 2020. Em janeiro, foram 4,2 milhões de passageiros, o melhor resultado do ano, seguido por fevereiro, com 3,5 milhões, ambos acima do registrado nos mesmos meses de 2019.

No entanto, os efeitos da pandemia começaram a ser sentidos em março, quando o aeroporto fechou o mês com 2,4 milhões de passageiros, uma queda de 31% em relação a fevereiro. Com as restrições nos estados e em diversos países e o corte na oferta, a demanda do aeroporto caiu a patamares nunca antes vistos.

Entre os meses de abril e julho o aeroporto ficou abaixo da marca de um milhão de passageiros, que só foi ultrapassada novamente em agosto. Já em dezembro, Guarulhos registrou 2,2 milhões de passageiros, passando a marca de 2 milhões pela primeira vez em nove meses.

NTERNACIONAL E DOMÉSTICO

Como esperado, a grande queda na movimentação ficou por conta dos voos internacionais. Foram apenas 4,2 milhões de passageiros, 10,5 milhões a menos que o registrado em 2019 (14,7 milhões), o que representa uma queda de 71%.

O número de passageiros internacionais ficou acima de 1 milhão somente nos meses de janeiro e fevereiro, mesmo assim, ambos os meses registraram uma movimentação inferior a de 2020 no segmento. Entre abril e agosto este número ficou abaixo dos 100 mil.

Já o doméstico teve uma queda de 43%, passando de 28,2 milhões de passageiros em 2019 para 16 milhões em 2020. Neste segmento, o destaque fica para o aumento de movimentação a partir de setembro, impulsionada principalmente pelos feriados prolongados.

POUSOS E DECOLAGENS

O número de pousos e decolagens caiu 46%, de 291.987 em 2019 para 155.912 em 2020. O número é o menor para aeroporto desde 2006. Curiosamente, janeiro foi o mês com o maior número de pousos e decolagens da história do aeroporto – 27.356.

Os resultados do primeiro mês do ano contrastam com o que se viu no restante de 2020. Em abril, primeiro mês completo de restrições da pandemia, o GRU Airport fechou com 3.264 decolagens, o pior mês da história. Destas, apenas 630 foram internacionais.

Fonte: Mercado e Eventos 

Principais da Semana