Paris Region, Choose Paris Region, Groupe ADP, Air France-KLM e Airbus lançam convite global para manifestações de interesse pelo setor de hidrogênio em aeroportos

A iniciativa de inovação é um passo fundamental para começar esse avanço tecnológico em toda a cadeia de valor do hidrogênio dentro da cidade aeroportuária

A Paris Region, o Groupe ADP, a Air France-KLM e a Airbus acabam de lançar um convite à manifestação de interesse para explorar as oportunidades geradas pelo hidrogênio nos aeroportos de Paris com o objetivo de descarbonizar as atividades de transporte aéreo.

Este convite à manifestação de interesse mundial está em conformidade com a estratégia de transição energética do governo francês e é apoiado pela Comissão Europeia, que terá prosseguimento com a chegada dos aviões de emissão zero anunciados para 2035.

Cientes de que o advento do hidrogênio revolucionará a forma como as infraestruturas aeroportuárias são projetadas e operadas, os parceiros desejam antecipar e apoiar desenvolvimentos que devem ajudar a transformar os aeroportos de Paris em verdadeiros “hubs de hidrogênio” .

O convite à manifestação de interesse internacional – lançado com o apoio da agência internacional Choose Paris Region, responsável pela promoção internacional e atratividade da Região de Paris (Paris Region) – visa construir um ecossistema aeroportuário único federado em torno do hidrogênio, grandes corporações, PMEs, startups, laboratórios e universidades.

Essa iniciativa de inovação é um passo fundamental para começar esse avanço tecnológico em toda a cadeia de valor do hidrogênio dentro da cidade aeroportuária.

Os cinco parceiros têm uma ambição em comum: identificar e qualificar os avanços da pesquisa e tecnologias, para então testar as soluções economicamente viáveis que atenderão às necessidades de hidrogênio em um aeroporto e, então, preparar a médio prazo os desafios de seu abastecimento e uso em maior escala, principalmente visando operar uma futura aeronave movida a hidrogênio.

Este convite concentra-se em três temas principais:

• Armazenamento, transporte e distribuição de hidrogênio (gasoso e líquido) em um ambiente aeroportuário (sistemas de armazenamento, micro liquefação, abastecimento de aeronaves, etc.);

• Diversificação de casos de uso de hidrogênio em aeroportos e na aeronáutica (veículos e equipamentos de manuseio em solo, transporte ferroviário em aeroportos, fornecimento de energia para edifícios ou aeronaves durante operações em solo, etc.);

• Foco na economia em torno do hidrogênio (recuperação de hidrogênio dissipado durante o abastecimento de hidrogênio líquido, recuperação de um subproduto de uma reação para produzir hidrogênio descarbonatado, etc.).

As inscrições estarão abertas de 11 de fevereiro a 19 de março de 2021 através do site hydrogenhubairport.com e os projetos selecionados serão divulgados no final de abril.

A respeito disso, Edward Arkwright, vice-CEO do Groupe ADP, afirma: “estamos prontos, em conjunto com nossos parceiros, para comandar um ecossistema único que possibilita a integração progressiva do hidrogênio nos aeroportos de Paris. Devemos nos preparar hoje para receber a aeronave movida a hidrogênio em 2035, transformando os nossos aeroportos em verdadeiros hubs de hidrogênio, nos quais pretendemos desenvolver várias utilizações com os nossos stakeholders em torno da mobilidade terrestre aeroportuária e urbana. A par de outras soluções, como combustíveis alternativos sustentáveis, a implantação do hidrogênio visa acelerar a descarbonização do transporte aéreo”.

Alexandra Dublanche, vice-presidente da Paris Region e responsável pelo Desenvolvimento Econômico e Atratividade, diz: “sob comando de Valérie Pécresse, Presidente da Região de Paris, fomos os primeiros na França a testar dois ônibus movidos a hidrogênio em serviço comercial entre Jouy-en-Josas e Versalhes Chantiers para avaliar o potencial desta energia. Adotamos também um Plano de Hidrogênio em novembro de 2019, que dá apoio regional ao setor a fim de revelar o seu potencial na Região de Paris. Esse convite à manifestação de interesse torna possível concretizar estas ambições e nos ajuda a construir juntos um aeroporto a serviço dos habitantes e da atratividade da Região de Paris”.

Franck Margain, presidente da Choose Paris Region, afirma: “graças à colaboração das organizações públicas e privadas envolvidas neste convite, queremos contribuir de forma concreta para a implementação de novas soluções inovadoras e sustentáveis que acompanham o compromisso de transição energética assumidos pela Região de Paris”.

Já Anne-Sophie Le Lay, vice-presidente executiva e secretária corporativa da Air France-KLM, lembra que “o apoio à pesquisa, ao desenvolvimento e ao uso de novas energias é fundamental para caminharmos para um transporte aéreo mais sustentável e responsável. Este convite reúne os principais parceiros para estabelecer as bases de um ecossistema inovador e ambicioso”.

Jean-Brice Dumont, vice-presidente executivo de engenharia da Airbus, acrescenta: “A Airbus está determinada a conduzir uma visão ousada para o futuro da aviação sustentável e liderar a transição para voos comerciais com emissão zero. O hidrogênio é uma das tecnologias mais promissoras e nos ajudará a atingir esse objetivo – mas não seremos capazes de fazer isso sozinhos. Essa revolução também vai exigir que nossos ecossistemas regulatórios e de infraestrutura mudem em todo o mundo. Os aeroportos desempenham um papel fundamental para permitir essa transição, começando hoje, e esperamos que essa iniciativa de inovação aberta promova o desenvolvimento de projetos e soluções criativa”.

Coom informações da Assessoria de Imprensa da Airbus 

Principais da Semana