AVANTTO celebra novas regras de compartilhamento de propriedade de aeronaves

Para a companhia, a aprovação do texto final do Programa de Propriedade Compartilhada de Aeronaves no Brasil fortalece ainda mais o modelo de negócio que já é uma tendência na aviação executiva

A AVANTTO recebeu com entusiasmo a aprovação do texto final do Programa de Propriedade Compartilhada de Aeronaves – que integra o RBAC (Regulamento Brasileiro de Aviação Civil) 91. Na visão da companhia, as novas medidas – que passarão a valer a partir de agosto de 2022 – trarão mais clareza sobre as regras e condições para oferecer ao mercado o modelo propriedade compartilhada.

“Ao aprovar por unanimidade o Programa de Propriedade Compartilhada de Aeronaves, a ANAC contribui para o crescimento ainda mais acelerado desse segmento da aviação executiva, que já é uma tendência há anos. Essa regulamentação chega em boa hora e, somada ao Programa Voe Simples (anunciado recentemente pela Agência), promoverá mais competitividade ao setor” comentou, em nota, o CEO da AVANTTO, Rogério Andrade.

Por sua experiência de mais de uma década neste segmento e posição de absoluta liderança no mercado, a AVANTTO foi convidada a participar de duas audiências públicas (2015 e 2019) e inúmeras sessões privadas com a Agência para contribuir no desenvolvimento da Subparte K do RBAC91, que versa sobre a regulamentação do modelo de compartilhamento de aeronaves. Dentre as novas determinações estão a limitação de cotas por aeronave (16 para jatos e 32 para helicópteros), a definição de responsabilidades legais sobre a operação das máquinas e exigências mais rigorosas quanto ao treinamento dos pilotos, a manutenção de aeronaves e aos Sistemas de Gerenciamento de Segurança Operacional.

Rogério Andrade avalia que o aumento no rigor das novas medidas vai coibir a atuação de ‘aventureiros’ no transporte aéreo nacional. “Permanecerão no mercado apenas as empresas sérias, dispostas a investir em uma operação segura e que se adaptarem ao novo regulamento”, comenta Rogério Andrade.

Pioneirismo e tendência

A AVANTTO é pioneira neste modelo de negócio no Brasil, há mais de 10 anos oferecendo ao mercado de aviação executiva o compartilhamento de aeronaves.

“Na Avantto, o produto que realmente oferecemos aos clientes é o ‘tempo’. Tempo é o ativo mais precioso e mais perecível na vida de qualquer pessoa. Ao optarem pela Avantto, nossos clientes têm mais tempo para fazer negócios e mais tempo para curtir momentos de lazer com a família e amigos. Isso porque não precisam perder tempo administrando seus aviões e helicópteros e, diferentemente de outras formas de voar, sempre poderão contar com uma aeronave à disposição quando precisam voar. O compartilhamento ganha cada vez mais força como modelo de negócios pois otimiza recursos e viabiliza a propriedade de ativos cujo valor é incompatível com a necessidade de uso”, analisa Rogério Andrade.

Com informações da Assessoria de Imprensa da AVANTTO

Principais da Semana