Demanda global por viagens aéreas cai 72% em janeiro

A demanda global por viagens aéreas nacionais e internacionais teve queda de 72% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2019.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, da sigla em inglês), destaca que priorizou a comparação com o período pré-pandemia “para seguir um padrão de demanda normal, já que as comparações mensais com 2020 são distorcidas pelo impacto extraordinário da pandemia”. A oferta teve redução de 58,7%. Com isso, o aproveitamento das aeronaves chegou a 54,1%, uma redução de 25,7 pontos percentuais.

“O ano de 2021 está começando pior do que o término de 2020 e isso quer dizer muito. Mesmo com os programas de vacinação ganhando força, novas variantes da Covid-19 estão levando os governos a aumentar as restrições às viagens. A incerteza quanto a duração das restrições também tem um impacto nas viagens futuras. As reservas em fevereiro deste ano para a temporada de viagens de verão no Hemisfério Norte ficaram 78% abaixo dos níveis de fevereiro de 2019”, afirmou o diretor geral e CEO da IATA, Alexandre de Juniac.

Janeiro de 2020
A comparação com janeiro de 2020 mostra queda de 72,5% na demanda por viagens aéreas, retração de 59,3% na oferta e taxa de ocupação das aeronaves de 54,1%, recuo de 26 pontos percentuais.

Cargas
O transporte aéreo de cargas teve crescimento de 1,1% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2019. A oferta recuou 19,5% na mesma comparação. Assim, o aproveitamento dos aviões para essa atividade cresceu 12 pontos percentuais, para 58,9%. A comparação com janeiro de 2020, por sua vez, mostra crescimento de 6,1% na demanda, queda de 19,3% na oferta e ocupação das aeronaves de 58,9%, aumento de 14,1 pontos percentuais.

Com informações da Assessoria de Imprensa ABEAR

Principais da Semana