Aer Lingus lançará voos diretos do Reino Unido para os EUA neste verão

A partir do próximo verão, a companhia aérea irlandesa Aer Lingus – parte da IAG – operará voos diretos do Reino Unido para os Estados Unidos
e Caribe.

A partir do próximo verão, a companhia aérea irlandesa Aer Lingus – parte da IAG – operará voos diretos do Reino Unido para os Estados Unidos e Caribe . O primeiro serviço ligará o aeroporto de Manchester – o terceiro do país em tráfego de passageiros depois de Heathrow e Gatwick – a Nova York (JFK) e Orlando (Flórida) a partir de 29 de julho.

Sua proposta inclui o estabelecimento de uma rota para Barbados a partir de outubro, bem como voar para Boston a partir do verão de 2022, conforme anunciado hoje pela antiga companhia aérea irlandesa, agora parte do International Airlines Group (IAG ) em conjunto com a British Airways , Level e a Península Ibérica e a Vueling .

A expansão das operações da Aer Lingus no Reino Unido visa competir com a British Virgin Atlantic em Manchester (norte da Inglaterra), onde detém uma importante participação de mercado, segundo analistas do setor.

Além disso, eles lembram que a iniciativa do IAG tem a aprovação dos sindicatos de pilotos britânicos e irlandeses, pois evita a competição direta com a BA em Heathrow .

A Aer Lingus explicou que os novos serviços em Manchester vão complementar a estratégia de negócio desenhada em torno do chamado Dub-Hub (centro de Dublin), que visa manter o aeroporto da capital irlandesa como ponte de ligação para passageiros do Reino Unido e Europa em voos para os Estados Unidos.

Os voos a partir dessa cidade serão operados pela subsidiária britânica Aer Lingus UK Limited , que é uma “subsidiária a 100% da Aer Lingus Limited”, acrescenta a empresa irlandesa.

O anúncio da Aer Lingus vem um dia depois de o IAG confirmar que assinou uma linha de crédito rotativo com um sindicato de bancos no valor de 1.755 milhões de dólares (1.479 milhões de euros) durante um período de três anos.

empréstimo , cuja disponibilidade estará sujeita a dois prazos de prorrogação possíveis de um ano, “a critério dos credores”, será colocado à disposição das companhias aéreas do grupo Iberia, British Airways e Aer Lingus, IAG detalhadas em comunicado

Com informações da assessoria de imprensa ALN NEWS

Principais da Semana