Resultado dos leilões de aeroportos é “vitória da ousadia”, diz Tarcísio de Freitas

Para ministro da Infraestrutura, disputa mostrou confiança e prestígio do país com investidores

Com garantia de R$ 6,1 bilhões em investimentos em 30 anos e arrecadação superior a R$ 3,3 bilhões, o primeiro dia da Infra Week, com os leilões de 22 aeroportos, divididos em três blocos (Sul, Central e Norte I), representa uma vitória importante para todo o país. A avaliação é do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, após a realização da sexta rodada de concessões na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo.

“A gente está celebrando a vitória da ousadia, do trabalho e da infraestrutura”, afirmou Tarcísio. Para o ministro, o país soube sair na frente ao manter os leilões para esta semana, enquanto outras nações suspenderam as negociações previstas. “Estou muito feliz de ver grupos importantes participando. Isso é o maior sinal de prestígio, sinal de confiança no nosso país.”

O bloco Sul, formado pelos aeroportos de Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Bacacheri em Curitiba (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS), e o bloco Central, com Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE), ficaram com a Companhia de Participações em Concessões, que ofereceu R$ 2,1 bilhões para o bloco Sul e R$ 754 milhões ao Central.

Já o bloco Norte, que inclui os aeroportos de Manaus (AM), Tabatinga (AM), Tefé (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC) e Boa Vista (RR) foi arrematado pelo consórcio Vinci Airports com a proposta de R$ 420 milhões.

CRESCIMENTO – “Investimento na infraestrutura aeroportuária é fundamental para nossa estratégia de crescimento da aviação civil. Que coisa boa ter a Vinci operando na região Norte, onde o transporte aéreo é fundamental para conectar as pessoas ao restante do país. E como é bom ver a CCR operando aeroportos. E que apetite! Um grande grupo, que tem feito um grande trabalho”, elogiou o ministro da Infraestrutura.

Na avaliação de Tarcísio de Freitas, o resultado positivo nos leilões também se deve a atuação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) durante a pandemia de covid-19. “[A Agência] veio com medidas de proteção de caixa para companhias aéreas e, também, para as concessionárias de aeroportos. Atuou no reperfilamento das outorgas, no reequilíbrio econômico-financeiro, e tudo isso de uma maneira muito rápida”, disse.

NOVAS RODADAS – Prevista para o primeiro semestre de 2022, a sétima rodada de leilões aeroportuários terá mais 16 equipamentos, em novos três blocos. Entre eles, os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A estruturação dos projetos está em fase adiantada, afirmou Tarcísio. Na sequência, virão audiências públicas e análise do Tribunal de Contas da União (TCU).

A Infra Week segue nesta quinta-feira (8), com o leilão – às 14h, na B3 – do trecho 1 da Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste), na Bahia, com previsão de mais de R$ 3 bilhões de investimentos. Na sexta-feira (9), às 15h, acontece o pleito para o arrendamento de cinco terminais portuários – 4 no Maranhão e 1 no Rio Grande do Sul -, com outros R$ 600 milhões a serem investidos pela iniciativa privada.

Com informações da assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura

Principais da Semana

Azul investe em mais oito equipamentos de raio ultravioleta da Honeywell para limpeza das aeronaves

Desde o fim do ano passado, companhia aérea faz uso da tecnologia que reforça a limpeza de suas aeronaves para além do que é...

Grupo LATAM anuncia que será zero resíduo para aterro até 2027 e neutro em carbono até 2050

Até 2023, o grupo eliminará plásticos de uso único, reciclará todos os resíduos de voos domésticos, tornará as suas salas VIP 100% sustentáveis e...

Azul incrementa malha de voos em maio e deve chegar a 107 operações diárias em Campinas

Companhia vai aumentar a oferta em Viracopos para 14 destinos, incluindo as rotas internacionais para Lisboa e Fort Lauderdale; rígidos protocolos de higiene durante...

Azul volta a operar voos em Vilhena (RO) daqui a um mês

Aeroporto Brigadeiro Camarão Vilhena será o primeiro no interior de Rondônia a ter operação reativada pela companhia e receberá quatro voos semanais A partir do dia...

GOL recomenda aos Clientes que consultem o status de seu voo para maio/2021

A GOL reforça o cuidado com a Segurança e mantém a confiança de que o cenário será positivo em breve, com o avanço do...