Airbus entrega seu 100º cargueiro A400M

Conhecido como MSN111, este é o décimo A400M da Força Aérea Espanhol

A Airbus alcançou a marca de 100 entregas do A400M com o MSN111, o décimo A400M da Força Aérea Espanhola. No dia 24 de maio, a aeronave realizou o seu voo de Sevilha a Saragoça, onde está baseada a frota espanhola A400M.

Na mesma semana, a frota global do A400M também alcançou a marca de 100.000 horas de voo, realizando missões em todo o mundo para todas as oito nações clientes.

Todos os operadores do A400M puderam operar a aeronave para missões de resposta de emergência da Covid-19, bem como conduzir operações conjuntas e colaborativas.

Esses marcos demonstram claramente a maturidade do programa A400M em todas as frentes.

Novas capacidades

Recentemente, o A400M conduziu com sucesso uma grande campanha de teste de voo de certificação de reabastecimento no ar em coordenação com a DGA (Diretoria Geral de Armamentos da França), completando a maioria de seus objetivos de certificação, incluindo o primeiro reabastecimento simultâneo de dois helicópteros.

O A400M já é capaz de lançar até 116 paraquedistas, via despacho simultâneo das portas laterais com abertura automática do paraquedas ou da rampa com abertura automática do paraquedas ou em queda livre, dia e noite. Testes recentes foram concluídos na Espanha, em colaboração com a equipe de teste de paraquedas da Força Aérea Real do Reino Unido, para expandir até 25.000 pés (7.600 metros) para a abertura automática do paraquedas – e até 38.000 pés (11.582 metros) para queda livre.

O A400M também concluiu testes adicionais para expandir sua capacidade de lançamento de ar, incluindo várias plataformas com extração de paraquedas (23 toneladas). França e Espanha participaram desses voos. Outra forma de entrega de carga em pistas austeras sem equipamentos de manuseio também foi certificada: offload de combate de até 19 toneladas de paletes (uma passagem) ou 25 toneladas (duas passagens) em pistas pavimentadas ou não.

O cargueiro A400M também alcançou um novo marco decisivo após os voos de certificação de sua capacidade de Voo Automático de Baixa Altura em Condições Meteorológicas de Instrumentos (IMC). Usando sistemas de navegação e bancos de dados de terreno, sem a necessidade de um radar de seguimento de terreno, esta é a primeira vez para uma aeronave de transporte militar. Isso torna a aeronave menos detectável em áreas hostis e menos suscetível a ameaças durante a realização de operações em ambientes hostis.

Em operação

Em termos de missões colaborativas, a Força Aérea Espanhola apoiou a francesa Armée de l´Air no transporte de um helicóptero Caracal de Cazaux (França) a Tucson (EUA), utilizando um A400M espanhol. O voo foi utilizado pelo CLAEX (Centro de Logística Espanhol para Armamento e Experimentação) e CECTA (Célula de Avaliação de Carga de Transporte Aéreo) para validar o processo de carregamento nos A400Ms espanhóis.

As principais missões militares no ano passado incluíram a entrega de quase 40 toneladas de alimentos, água, combustível e munição por um único A400M francês para tropas baseadas na região do Sahel na África, o primeiro A400M a lançar suprimentos em um país fora da Europa.

Além disso, a Alemanha se tornou o primeiro cliente do A400M a usar o A400M como um petroleiro em missões reais, fornecendo suporte na operação “Counter Daesh” na Jordânia.

Missões de evacuação médica durante a COVID-19

Em 2020 e 2021, o cargueiro A400M foi utilizado em missões de resposta de emergência civil durante a pandemia de COVID-19 – com a Airbus fornecendo suporte essencial para operadores da força aérea – bem como para transporte de suprimentos chaves de socorro médico. A versatilidade da aeronave também permitiu uma rápida conversão para a configuração medevac, onde os módulos de cuidados intensivos instalados forneciam unidades de cuidados intensivos aerotransportados.

Com maturidade, versatilidade e recursos exclusivos comprovados em operações em todo o mundo, o A400M está provando ser uma virada de jogo para transporte aéreo militar e missões humanitárias no século 21.
.
Com informações da assessoria de imprensa da AIRBUS

Principais da Semana