Demanda global por viagens aéreas cai 65,4% em abril, diante de igual mês de 2019

A entidade tem comparado os dados das viagens mensais de 2021 com 2019 por causa do impacto da pandemia do novo coronavírus, já que a comparação com 2020 ficaria “distorcida”.

A demanda global por viagens aéreas teve queda de 65,4% em abril, na comparação com o mesmo mês de 2019, informou hoje (9) a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, da sigla em inglês. A entidade tem comparado os dados mensais de 2021 com 2019 por causa do impacto da pandemia do novo coronavírus, já que a comparação com 2020 ficaria “distorcida”. A oferta diminuiu 54,5% na mesma comparação. Com isso, o aproveitamento dos aviões teve retração de 19,8 pontos percentuais, chegando a marca de 63,3%.

“A forte e continua recuperação dos mercados domésticos nos mostram que as pessoas querem ter a liberdade de voar, elas aproveitam isso. Infelizmente, essa liberdade não existe na maioria do mercado internacional. Quando isso acontecer, estou confiante que veremos uma ressurgimento da demanda”, disse o diretor-geral e CEO da IATA, Willie Walsh.

Com informações da assessoria de imprensa da Associação Brasileira das Empresas Aéreas

Principais da Semana