Indicadores do transporte aéreo permanecem sob impacto da pandemia

Em maio deste ano, a demanda e a oferta recuaram 43% na comparação com o mesmo período de 2019.

 

De acordo com os dados do transporte aéreo do mês de maio deste ano, divulgados na sexta-feira (18) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a demanda e a oferta de voos apresentaram retração em comparação com o mesmo período de 2019, de 43,4% e 43,7%, respectivamente. Em maio de 2021, foram transportados cerca de 3,6 milhões de passageiros no mercado doméstico, número 49% menor do que o registrado em 2019.

No mercado internacional, considerando fatores como fechamento de fronteiras e restrição de viagem a turismo, os indicadores também permanecem sob forte retração. A demanda de passageiros no quinto mês do ano foi 88% menor do que o registrado em 2019. A queda na oferta foi de 66,2%.

A comparação desses indicadores com o mesmo período de 2019 tem sido realizada considerando que a aviação não estava sob impacto de fatores excepcionais naquele ano — como é o caso da pandemia causada pela Covid-19, que tem afetado o transporte aéreo há pelo menos 15 meses.

Acesse o link a seguir para consultar os dados de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo de maio de 2021 e de toda a série histórica: https://bit.ly/35AfV08.

Principais da Semana