1º Relatório de Sustentabilidade da Boeing reafirma compromisso com desenvolvimento da indústria aeroespacial alinhado a princípios ESG

A Boeing [NYSE: BA] divulgou hoje seu primeiro Relatório de Sustentabilidade, no qual compartilha sua visão de futuro para a indústria aeroespacial sustentável, estabelece metas amplas de sustentabilidade e destaca o progresso ambiental, social e de governança (ESG, na sigla em inglês) em alinhamento com os padrões globais de sustentabilidade.

“Em setembro de 2020, em meio a uma pandemia global, a Boeing criou um departamento de Sustentabilidade dedicado a promover nossos esforços de ESG dentro da empresa. À medida que continuamos nessa jornada, temos o prazer de publicar nosso primeiro relatório completo, com foco na capacidade de resposta dos públicos de interesse e transparência de dados”, disse o Chief Sustainability Officer da Boeing, Chris Raymond. “Sabemos que ainda há trabalho a fazer e estamos empenhados em comunicar nosso progresso e nos responsabilizar por garantir que a indústria aeroespacial seja segura e sustentável para as gerações futuras.”

Os esforços de sustentabilidade da Boeing são organizados em torno de quatro pilares principais: pessoas, produtos e serviços, operações e comunidades. Os principais destaques desses pilares, em 2020, foram:

• Estabelecimento de seis novas — e amplas — metas de sustentabilidade, alinhadas às principais prioridades de sustentabilidade da companhia e interesses de seus públicos de interesse.

• Definição da visão da empresa para o futuro da indústria aeroespacial sustentável por meio da renovação da frota, eficiência operacional, energia renovável e tecnologia avançada.

• O anúncio do compromisso de entregar aviões comerciais capazes de voar com combustíveis 100% sustentáveis até 2030.

• Parceria com a Etihad Airways no programa ecoDemonstrator 2020, que testou tecnologias sustentáveis em um dos novos 787-10 Dreamliners da companhia aérea.

• Implementação de ferramentas de engenharia digital no programa T-7A Red Hawk, alcançando um aumento de 75% na qualidade de engenharia na primeira tentativa e uma redução de 80% nas horas de montagem.

• Progresso nos testes de voo com o Cora, um táxi aéreo totalmente elétrico e autônomo desenvolvido pela Wisk, uma joint venture entre a Boeing e Kitty Hawk.

• Resposta à COVID-19: missões de transporte aéreo para suprimentos, fornecendo locais de vacinação para a comunidade e minimizando os riscos à saúde em viagens aéreas por meio da Iniciativa Viagem com Segurança.

• Estabelecimento de Força-Tarefa de Equidade Racial, com 20 membros, para representar diversos pontos de vista e fortalecer todas as vozes na Boeing.

• Definição de metas de desempenho ambiental para 2030 para reduzir emissões, resíduos, uso de água e consumo de energia.

• Conquista de zero emissões líquidas carbono nos locais de trabalho, ao mesmo tempo que reduz o consumo de energia em 12%, o uso de água em 23%, os resíduos sólidos em 44% e os resíduos nocivos em 34%.

• Recebimento do prêmio ENERGY STAR de Parceiro do Ano por Excelência Sustentada, consecutivo, desde 2010.

• Contribuição à comunidade, com US$ 234 milhões em doações, trabalho com 13.400 parceiros comunitários e doando 250 mil horas de trabalho voluntário.

Mais informações sobre essas e outras realizações de sustentabilidade podem ser encontradas no relatório completo.

A Boeing é a maior empresa aeroespacial do mundo e fornecedora líder de aviões comerciais, sistemas de defesa, espacial e segurança, e serviços globais. Como uma das principais exportadoras dos EUA, a empresa oferece suporte a clientes comerciais e governamentais em mais de 150 países. Com base em um legado de liderança aeroespacial, a Boeing continua a ser líder em tecnologia e inovação, atendendo seus clientes e investindo em seu pessoal e no crescimento futuro. Saiba mais em boeing.com.br.

Principais da Semana