GRU Airport registra 2,48 milhões de passageiros em outubro

Terminal de Cargas se consolida como o maior importador do Brasil, com 29 mil toneladas transportadas

A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, registrou em outubro a movimentação de 2,48 milhões de passageiros. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um crescimento de 49,7% nas movimentações, no entanto, se comparado com 2019, ano pré-pandemia, há um recuo de 32,9%.

Já o Terminal de Cargas (TECA), se mantém na liderança de volume de cargas, com 29 mil toneladas transportadas no mês.

Voos nacionais

O mês de outubro contabilizou 2,07 milhões de passageiros com origens ou destinos nacionais, em uma média diária de 583 pousos e decolagens. O resultado dessa movimentação apresenta um crescimento de 37,1% quando comparado com o mesmo mês de 2020, onde foram atendidos 1,51 milhões de passageiros com destinos nacionais. Na comparação com o mesmo período de 2019, houve uma retomada de 72%.
Mesmo com a abertura de algumas fronteiras, o tráfego doméstico ainda continua sendo o mais representativo, registrando cerca de 83,2% do total de passageiros que passam pelo aeroporto.

Voos internacionais

O tráfego internacional é responsável por 16,8% do volume total de passageiros transportados no aeroporto em outubro, registrando cerca de 13,4 mil viajantes por dia. Em comparação com o mesmo período de 2020, há um crescimento de 175,1%, com o registro de cerca de 4.900 passageiros por dia. Por outro lado, na mesma base de comparação de 2019, há uma queda de 64,7%, quando a média diária era de 38,1 passageiros com destinos internacionais.

Atualmente, o aeroporto conta com 29 empresas nacionais e internacionais operando regularmente para 29 destinos internacionais, representando uma retomada de 58% quando comparado com os 50 destinos frequentemente operados antes da pandemia.

Há voos internacionais regulares para Addis Ababa (Etiópia), Amsterdã, Assunção, Atlanta, Bogotá, Buenos Aires, Chicago, Cidade do México, Cancun, Assunção, Cidade do Panamá, Dallas, Doha, Dubai, Frankfurt, Houston, Istambul, Lisboa, Madrid, Miami, Montevidéu, Newark, Nova York, Paris, Porto, Santa Cruz de La Sierra, Santiago, Zurique e Toronto.

Cargas

O Terminal de Cargas (TECA) do Aeroporto Internacional de São Paulo movimentou em outubro deste ano cerca de 29 mil toneladas de produtos entre importação e exportação. Só na importação, foi registrado um crescimento de 37% quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Esses números colocam o TECA de GRU como o maior importador do Brasil em volume de cargas.
Entre os destaques nesse período estão os itens do segmento automotivo e produtos farmacêuticos. Destaque ainda para o crescimento do transporte de maquinários e eletrônicos que se beneficia da extensa malha aérea de GRU para as suas remessas expressas.

O TECA de GRU é o maior complexo aeroportuário do Brasil sendo coberto por uma área de 99 mil m². O espaço possui também o maior complexo frigorífico em aeroportos do Brasil, com cerca de 30.000 mil m³ de capacidade de armazenamento de importação e exportação. As 23 câmaras frias alcançam todos os ranges de temperatura e atendem todos os tipos de produtos. Além disso, o terminal conta com 440 posições para contêineres refrigerados na importação e 8 na exportação.

O Complexo logístico, que já possui a certificação CEIV Pharma (Center of Excellence for Independent Validators) da IATA, está atuando para obter, em 2021, as certificações OEA (Operador Econômico Autorizado) da Receita Federal e CBPDA (Certificado de Boas Práticas de Distribuição e Armazenagem) da ANVISA, que confirmarão os altos índices de segurança e boas práticas no manuseio de produtos farmacêuticos no terminal.

Ambiente seguro

Como forma de oferecer bem-estar e segurança aos viajantes durante este momento de pandemia, a GRU Airport implantou diversas medidas preventivas, conforme orientações da Anvisa, para evitar a transmissão de Covid-19 no aeroporto. Entre as ações, cabe destacar as sinalizações indicando as regras de distanciamento social e uso de máscaras faciais, instalação de mais de 300 dispensers de álcool gel em pontos de maior circulação de pessoas, possibilidade de consultar o painel de voos por meio de QR Code para evitar aglomerações nas áreas próximas às telas informativas e, como medida adicional às recomendadas pelo órgão oficial, aferição de temperatura nos controles de acesso aos embarques.

Principais da Semana