MELHORES PRÁTICAS REGULATÓRIAS NA PANDEMIA SÃO PREMIADAS PELO P3C

da Agência iNFRA

No encerramento da 1ª Conferência P3C foram conhecidos os vencedores dos prêmios destinados a iniciativas públicas que implementaram medidas para garantir o cumprimento de contratos de concessão e PPPs (parcerias público-privadas) durante a pandemia.

Na categoria nacional de Agilidade na Reação à Pandemia, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) foi a ganhadora. O prêmio foi entregue para Elisa Bastos, diretora da autarquia. Também houve uma menção honrosa para a Secretaria de Aviação Civil, do Ministério de Infraestrutura. Além desses, concorreram a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e a Consultoria Jurídica, do Ministério da Infraestrutura.

Em relação ao prêmio subnacional de Agilidade na Reação à Pandemia, a vencedora foi a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Houve menção honrosa para o Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem), de Novo Hamburgo (RS), e para o estado de Minas Gerais.

O prêmio nacional de Excelência no Enfrentamento dos Impactos da Pandemia foi para a Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, recebido pelo secretário de Aviação Civil, Ronei Glanzmann. A outra competidora era a ANAC, que obteve menção honrosa.

O ganhador do prêmio, na categoria subnacional, foi o estado de Minas Gerais, representado pelo subsecretário de Transportes e Mobilidade, Gabriel Fajardo, e pela presidente do Núcleo de Governança e Gestão, Izabel Ferreira. Por sua vez, a Artesp recebeu menção honrosa.

O prêmio de Transparência foi para a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Foi concedida à ANEEL menção honrosa. A ANAC e a Secretaria de Aviação Civil do Ministério de Infraestrutura também integraram a categoria.

Principais da Semana