Máscaras de proteção permanecem nos aeroportos e voos e serviço de bordo é liberado, afirma Anvisa

Serviço de bordo e controle da capacidade máxima de passageiros nos ônibus internos começa a valer no dia 22 de maio

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu, na última quinta-feira, 12, em reunião pública ordinária da Diretoria Colegiada, pela modificação da norma que trata das medidas a serem adotadas em aeroportos e aeronaves devido à Covid-19.

O uso de máscaras de proteção facial permanece obrigatório, as flexibilizações incluem a retomada do serviço de alimentação a bordo, a permissão para retirada de máscara para alimentação e retorno do uso da capacidade máxima para transporte de passageiros nos espaços internos dos aeroportos. As medidas começam a valer no dia 22 de maio.

As mudanças alteram a resolução 456 de dezembro de 2020, de acordo com o atual cenário epidemiológico da doença no Brasil e no mundo.

A resolução trata de medidas como a obrigatoriedade do uso de máscaras em portos e aeroportos, o desembarque de passageiros por fileiras e estabelece políticas de limpeza e desinfecção de aeronaves e ônibus internos.

Com informações da CNN Brasil

Principais da Semana