Artesp e CCR ViaOeste promovem simulado com pouso forçado de aeronave na Rodovia Castelo Branco

O exercício aconteceu nesta quarta-feira (8) na alça de acesso ao Aeroporto Executivo Internacional Catarina e teve a participação da Polícia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros e Samu, entre outros

Para capacitar as equipes para atendimento às ocorrências de emergência nas rodovias como vazamento de produtos perigosos e acidentes com várias vítimas, a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo, por meio das concessionárias paulistas, realizam periodicamente simulados de acidentes nos 11,1 mil quilômetros da malha concedida. Nesta quarta-feira (8), a atividade aconteceu às 10h, no km 54 da Rodovia Castello Branco, na alça de acesso para o Aeroporto Executivo Internacional Catarina, em Araçariguama, e envolveu o pouso forçado de uma aeronave e acidente de caminhão com derramamento de produto perigoso.

Os exercícios fazem parte do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo que abrange 20 concessionárias. A atividade desta quarta-feira foi promovida pela CCR ViaOeste e encenou o pouso forçado – após pane mecânica ao decolar – de um helicóptero na alça de acesso à rodovia. No mesmo momento, um caminhão que transporta produto perigoso, diminui a velocidade para não colidir com a aeronave e é atingido por um automóvel, que cai na ribanceira, o que gera vazamento de produto químico. O acidente envolveu 12 vítimas, sendo uma fatal.

Participaram do exercício, mais de 100 profissionais entre equipes da Polícia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros, Cetesb, Comando de Aviação da Polícia Militar, Aeroporto Executivo Internacional Catarina, Samu, Defesa Civil e da concessionária. Entre os 22 veículos utilizados na ação, além de três helicópteros, os recursos contemplaram guinchos pesados, viaturas de resgate e veículos especializados na contenção e descontaminação de produtos. Além disso, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar participou com o posto de comando e gerenciamento móvel, que atua com o Sistema de Comando em Operações de Emergência (SICOE).

O objetivo destes simulados, que ocorrem anualmente conforme previstos em contratoé medir o tempo resposta para o resgate das vítimas, assim como a integração das equipes envolvidas e os procedimentos adotados para implantação de medidas de segurança, que incluem ainda a preservação do meio ambiente nos casos em que há derramamento de produtos tóxicos.

“O simulado de acidentes faz parte do Programa de Concessões da ARTESP e é importante para treinar e aprimorar as ações feitas pelas equipes nas ocorrências com produtos perigosos ou múltiplas vítimas. O exercício de hoje, que envolveu aeronave, caminhão com produtos químicos e automóvel, foi inusitado e bem mais complexo. Por isso, a integração entre todas as equipes multidisciplinares, como Corpo de Bombeiros, Cetesb, Polícia Militar Rodoviária, Samu, entre outras, é fundamental para salvar vidas neste tipo de ocorrência“, ressalta Ailton Araújo Brandão, Gerente de Operações da ARTESP.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Principais da Semana